ODONTOPEDIATRIA

Do 1° dia de vida até o nascimento dos primeiros dentinhos

Aproveite o momento que a criança está deitada, na troca de roupas e fraldas para manipular a cavidade oral, com o uso de uma dedeira de silicone sem creme dental.

Procure passar em toda a gengiva (superior e inferior, posterior e anterior). Crie uma sequência para não desprezar nenhuma área.

O objetivo aqui é tornar o hábito da escovação familiar ao bebê, para que o mesmo se acostume à futura escovação.

Escovação de gengiva do bebê

Nascimento dos primeiros dentinhos (por volta dos 6 meses)

Neste momento, é a hora de agendar a primeira visita ao odontopediatra. E para a higienização doméstica, o uso de escovas de dentes de cabeça pequena, para serem usadas sobre os dentes erupcionados (nascidos) com o intuito de remover os restos alimentares, deve ser feito por um adulto responsável, com o uso de pasta de dente sem fçúo e com xilitol.

O uso do fio dental tambémdeve ser introduzido, principalmente se os dentinhos forem juntinhos.

Primeiro dente de leite

Nascimento dos primeiros dentinhos até os últimos (por volta dos 6 meses até os 3 anos)

Até nasceram todos os dentes de leite, a criança poderá apresentar algumas características específicas, como d mais trabalho para comer, não colaborar na escovação...

Se isso acontecer, procure a clínica D'Implantes. Na D'Implantes será oferecido opções específicas de como posicionar a criança, mas vale a dica: sempre deixe a cabeça da criança apoiada.

Nesta fase, a higiene deve ser feita por um adulto responsável, com uso de escova de dente apropriada para a idade (cabeça pequena e cerdas retas), fio dental e creme dental sem flúor e com xilitol (Malvatrikids).

Troca dos dentes de leite pelos permanentes

Atenção! Pois nesta fase, antes mesmo de algum dente ficar mole ou cair, começaram a erupcionar os dentes molares, estes dentes ficam atrás do último dente de leite e já são permanentes.

Nesta época, o uso do fio dental continua sendo importante, mas geralmente indicamos o uso de uma escova específica para esta região (com um único tufo) e o início do uso dos enxaguetórios e pasta de dente com flúor e xilitol (Malvatrikids). É importante que um adulto auxilie na higienização até a criança completar 10 anos de idade.

Perca do primeiro dente de leite

Ao longo do dia, quando e quantas vezes essa limpeza deve ser feita?

Aqui a regra é a seguinte; quanto mais melhor.

Limpeza de dente de leite

Se a criança ainda mama

A escovação deve ser feita, por um adulto, no mínimo, 4 vezes ao dia, principalmente antes de dormir. E o fio dental, no mínimo, 2 vezes ao dia.

Se a criança mamar deve ser feito a escovação 4 vezes ao dia

Se a criança não tem o hábito de mamar

Escovação pode ser feita, por um adulto, no mínimo, 3 vezes ao dia, principalmente antes de dormir. E o fio dental, no mínimo, 1 vez ao dia.

Odontopediatria

Especialidade odontológica que objetiva a preservação dos dentes decíduos (de leite), e mais tarde dos dentes permanentes.

A orientação inicia-se com os pais do bebê e estende-se através de um trabalho contínuo de promoção de saúde bucal.

Dicas sobre Higienização Bucal em Crianças:

1) A higiene bucal deve ser iniciada desde o aparecimento do 1º dente de leite. Para isso, utiliza-se gaze ou fralda umedecida com água, limpando o dente junto à gengiva, pela frente e por trás.

2) Quando o 1º molar decíduo surge na cavidade bucal (em torno de 12 a 18 meses), a escova dental deve ser introduzida. Ela deve ser macia e de cabeça pequena.

3) Nesta mesma época, o creme dental deve ser introduzido, uma vez ao dia, preferencialmente à noite. Sua quantidade deve corresponder a um grão de lentilha.

4) O uso do fio dental é importante nos arcos dentários sem espaço entre os dentes. Deve ser utilizado nas crianças.

5) A higiene bucal deve ser realizada pelos pais, pelo menos uma vez ao dia.

6) O uso racional do açúcar refere-se à diminuição do seu uso freqüente, principalmente entre as refeições e à noite.

7) As refeições fora de hora também devem ser desencorajadas.

8) A mamadeira noturna deve conter somente o leite puro (não utilizar açúcar e/ou outros produtos que contenham o mesmo).

9) Mel e açúcar mascavo também provocam cárie.

10) O flúor importante para o dente do bebê está disponível na água do abastecimento e no creme dental fluoretado, constituindo-se em um eficiente método de prevenção da cárie dentária.

11) Os suplementos de flúor ou vitaminas que contêm flúor em sua fórmula só devem ser usados em cidades que NÃO possuem água fluoretada.

12) Na dentição decídua um tipo de cárie pode se desenvolver. É o que conhecemos por "cárie de mamadeira". Está relacionada com o uso freqüente e prolongada de mamadeiras adoçadas (principalmente leite com algum tipo de açúcar, chás adoçados, refrigerantes, juntamente com a falta de higiene bucal).

13) As lesões traumáticas ocorrem com freqüência na dentição decídua, podendo ocorrer a perda do dente.

14) A estreita proximidade entre a raiz do dente decíduo com o germe do dente permanente, faz com que, em alguns casos, o dente permanente seja atingido.

15) A mãe deve ser orientada para que haja uma parceria com o dentista, ajudando na vigilância e cuidados com os hábitos ou higiene do seu filho.

Comece a higiene bucal desde o 1° dente de leite. É sempre bom a ajuda de um adulto

Devo me preocupar em caso de atraso na vinda dos primeiros dentes de leite?

Não, pois a idade média normal para o nascimento é por volta de 6 meses de idade. Um atraso em torno de mais 6 ou 8 meses ainda poderá ser considerado dentro dos padrões da normalidade em nossa população. Também poderemos ter dentes de leite que erupcionam (nascem) antes do prazo médio, ou seja, logo após o nascimento ("dente natal"), ou por volta de 2 a 3 meses de idade ("dente neonatal"). Se isso ocorrer, procure o odontopediatra.

Não se preocupe com atraso dos dentes

Quando nascer os dentes do bebê, poderá ocorrer febre ou diarréia?

Sim. Ao nascimento dos dentes do bebê, poderão ocorrer alguns sintomas, como coceira e abaulamento da gengiva, com aumento da salivação, estado febril, e até as fezes podem ficar mais líquidas. Para ajudar o rompimento dos dentinhos e melhorar esse desconforto, deveremos oferecer ao bebê alimentos mais duros e mordedores de borracha para massagear a gengiva.

Se os dentes de leite são temporários, por que é importante tratá-los?

A presença dos dentes de leite é muito importante porque prepara o caminho (guia) para a erupção dos dentes permanentes, mantendo em equilíbrio harmônico o crescimento das estruturas da face (dentes, ossos e músculos); proporciona uma mastigação e deglutição adequadas dos alimentos e consequente digestão. Um dente de leite comprometido seriamente por um processo de cárie poderá levar a uma infecção, acarretando a má formação do dente permanente. Além disso, quando deparamos com crianças esteticamente comprometidas, percebemos que ocorrem nelas uma dificuldade de comunicação e integração social.

No caso de perda do dente de leite por trauma (bater a boca), qual procedimento deverá ser tomado?

Se a criança bater a boca, deverá procurar o odontopediatra, para o exame e a radiografia da região atingida, fazendo uma avaliação do caso. Se houver trauma, guardar o fragmento em soro fisiológico, para tentar o procedimento clínico de colagem. Caso ocorra perda do dente, levar o mesmo, em soro fisiológico ou leite, ao odontopediatra, onde será feita a avaliação do procedimento adequado.

O uso da mamadeira estraga os dentes?

O uso da mamadeira após a erupção dos dentes poderá levar a chamada cárie de mamadeira, quando apresentar um uso descontrolado e contínuo. O fato de se adicionar outro componente, como açúcar e cereais, leva a um aumento da cárie. Também recomendamos que a mamadeira noturna seja suspensa tão logo erupcione o 1° dente.

Caso haja dificuldade, poderá se oferecer água pura. Assim, a Academia de Pediatria Americana recomenda que o uso da mamadeira deverá ser interrompido dos 9 meses ao 1°ano de vida. Essa redução deverá ser gradual.

Mamadeira pode estragar os dentes!

Quando deve ser iniciada a escovação dos dentes de leite?

A escovação dos primeiros dentes deverá ser iniciada assim que estes estejam erupcionando, com escova infantil e de cerdas macias. Antes da erupção dos dentinhos, a boca e a gengiva do bebê já deverão ser limpas com a ponta de uma fralda ou com gaze embebida em água filtrada. Os hábitos de higiene, aprendidos quando crianças serão levadas para a vida adulta.

A aplicação do flúor deve ser iniciada na dentição de leite?

A aplicação de flúor no consultório dentário deverá ser iniciada já na dentição de leite (dentição decídua), assim que esta esteja completa por volta de 2 anos e meio a 3 anos de idade. O flúor é um dos agentes importantes na redução da cárie dentária (que é uma doença infecto-contagiosa), em conjunto com outros métodos de prevenção, tais como a escovação e a dieta equilibrada, além do consumo de água fluoretada.

O uso da chupeta (ou mesmo chupar o dedo) faz os dentes entortarem?

Sim. A chupeta ou a sucção do dedo,leva a um desequilíbrio das arcadas dentárias e à má posição dos dentes. O hábito da chupeta deverá ser interrompido por volta dos 3 anos de idade, quando a criança já está consciente de suas vontades e não requer mais a compensação de sugar. Portanto, devemos encorajá-la a deixar o hábito, sendo, às vezes, uma troca agradável e consciente. A retirada do hábito de sucção do dedo requer mais consciência por parte da criança, força de vontade e sua colaboração, que poderá acontecer um pouco mais tarde. Nos casos mais severos, a avaliação de um psicólogo é recomendável.

O uso de antibiótico pode manchar os dentes de leite?

O antibiótico que mais poderá levar a manchas nos dentes de leite é a tetraciclina, quando administrada durante a gestação em grande quantidade e longa duração. O mesmo pode acontecer para os dentes permanentes quando administrado à criança logo após o nascimento.